22/11/2015

Foste embora, e agora?

Olá a todos!
Bem-vindos a mais um domingo (se bem que o meu dia devia ser sábado, mas vamos ignorar isso) comigo, Beauty Queen In Tears.
Ora portanto eu nunca mais cá pus os pés e não tenho mesmo desculpa mas neste último mês, tudo na minha vida parece correr mal. E é sobre uma dessas partes que vos venho falar hoje. Segue com o texto. (música para ouvirem de fundo: https://www.youtube.com/watch?v=9iByZYC2COY)

"Foste embora, e agora? Não sei o que é suposto fazer. Construí contigo uma relação, uma rotina, um milhão de inside jokes, imensos sítios para ir e concertos para ver, tantas prendas para dar. E agora? O que é que faço a isso tudo? A quem é que conto as piadas, com quem realizo os planos, a quem dou as prendas, quem é a pessoa que te vem substituir? Eu, que sempre fui aquela que fica no canto a gozar com a felicidade dos outros, a questionar-me como é que têm lata de andar de mãos dadas no meio da rua, a esfregar aqueles sorrisos nojentos na cara dos que estão sozinhos, porque é que isso é assim tão importante. Eu, que sempre neguei o amor para mim. Foi preciso vires tu, com os teus braços magrinhos, os teus dentes tortos e os teus olhos enormes para me provares o contrário. Para me mostrares que se calhar, vale a pena um beijo no metro, vale a pena caminhar de mãos dadas, vale a pena rir bem alto para que nos oiçam. Vale a pena mostrar que somos felizes. Vale a pena sair à rua, descobrir sítios novos, falar sobre os nossos sonhos, fazer roteiros de viagem irrealizáveis e convites para dali a sete anos. Vale a pena. Valeu a pena. Mas hoje olho para trás e onde antes achava um sorriso, encontro uma cara carrancuda, um ponto de interrogação gigante e uma melancolia que toma de conta do meu corpo todo. E torno a afirmação numa pergunta que me assalta constantemente: valeu a pena? Valeu a pena ser feliz contigo como nunca fui, viver de tal forma cada segundo que passava do teu lado para hoje estar completamente sozinha, sem conseguir encontrar qualquer tipo de alegria em nada do que faço? Será que valeu mesmo a pena? Valeu a pena, para depois me deixares, me pores do lado como aquela parte da comida que não se gosta e se põe na beira do prato? Valeu a pena para isto ficar completamente estagnado num ponto em que estávamos juntos sem sermos nós naquele momento? Valeu a pena, para me tratares como seu eu fosse o pão que se come de entrada enquanto se espera pelo prato principal? Valeu a pena? Não sei se valeu a pena porque agora tu estás bem, mas e eu? Eu que tenho as tuas fotografias na minha parede, que lhes faço? Queimo-as, deito-as fora, corto-as? Eu só sei que não as quero ali. Então pensa nisto: se agora me quero desfazer delas, valeu a pena terem sido tiradas?"

Espero que tenham gostado e até para a semana.
xoxo, Beauty Queen

1 comentário:

  1. Gostei imenso do texto =) super bonito!
    Um óptimo ano de 2016!
    Beijinho

    Comecei a seguir o blogue ;) Faz também uma visita ao meu e espero que gostes do que tenho publicado por lá!
    http://nuancesbyritadias.blogspot.pt/

    ResponderEliminar